All posts tagged “Rio Capibaribe

comment 0

Capunga ganha mobiliário, sinalização e iluminação para ativar margens do Rio Capibaribe

Muita força de vontade, criatividade e colaboração são os ingredientes para a transformação de área nas margens do Capibaribe, no bairro do Derby. Durante o Workshop Internacional de Prototipagem Urbana, realizado desde o dia 10 de outubro, estão sendo criados protótipos de iluminação, sinalização e mobiliário urbano. O objetivo é transformar o território para que possa ser um ambiente de convivência, lazer, sensibilização ambiental e contemplação da paisagem. A iniciativa é promovida pela UNINASSAU e pelo INCITI/UFPE, com apoio da Prefeitura do Recife, Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco (CAU/PE), Consulado Geral de França em Recife, Aliança Francesa e o Coletivo dos Vendedores de comida sobre rodas da Capunga. Confira abaixo o que está sendo criado e você poderá conhecer de perto e experimentar nesta sexta-feira (21/10), a partir das 18h, e sábado (22/10), das 9h às 22h, durante a Ativação Capunga, uma celebração pela transformação do espaço público. O acesso ao local é feito pela Rua Doutor Osvaldo Lima, Derby – Recife (PE). Convide a família e os amigos pelo evento no facebook.

Estão envolvidos no workshop cerca de duzentas pessoas entre participantes aprendizes, comerciantes, facilitadores, pesquisadores e equipes do INCITI e UNINASSAU, que utilizaram infraestrutura e maquinário dos parceiros FabLab, O Norte – Oficina de Criação e L.O.U.Co/ Porto Digital. O workshop tem sido realizado com a orientação de experientes urbanistas, designers e coletivos do Brasil e estrangeiros: Da Sein (França), Dominik Vögele (Suíça), Piseagrama e Micropolis (Belo Horizonte), A Cidade Precisa de Você (São Paulo), Cajueiro (João Pessoa), L.O.U.Co/Porto Digital, AtelierVivo, Diego Bís, FabLab e O Norte – Oficina de Criação (Recife), Coletivo Madeira (Olinda).

Confira o que o que foi construído:
Bancos com jardineiras: Bancos de pallets com jardineiras integradas feitas com cubas de inox para pias. São posicionadas na Rua Dr. Osvaldo Lima que dá acesso à margem do rio.
Beira de Sabores: Uma praça de alimentação com bancos composta por várias formas de mobiliário urbano feito de palets e de madeira pinus. A infraestrutura de sombra e a iluminação foi integrada com tecidos e ligações entre os mobiliários. A Beira de Sabores conta com foodtrucks, trailers e vendedores ambulantes de alimentos, que antes ocupavam a Rua Dr. Osvaldo Lima.
Boca de Jacaré: Um barracão de obra já existente no local foi transformado, paredes foram retiradas, foi instalada uma pérgola e feita uma pintura. O local terá uso versátil podendo servir de espaço para shows e pequenas apresentações artísticas ou apenas para encontros e bate-papo nas margens do rio. Em frente, uma arquibancada de pedra foi construída na beira do rio, possibilitando que as pessoas possam sentar próximas ao mangue e contemplar a paisagem.
Baranguejo: Um balcão de bar foi construído para permitir aos vendedores ambulantes se instalar no ambiente com mais comodidade. O mobiliário foi feito com tronco de eucaliptus e placas de madeira pinus. Os comerciantes de bebidas que antes ficavam na Praça João Pereira Borges se deslocam para área em frente ao rio. Gambiarras de luzes foram instaladas no local.
Caminho da Capivara: área na margem do rio, frequentada por famílias de capivaras, ganhou esculturas elevadas com estruturas de ferro e madeira, que dão suporte a iluminação. Estruturas de concreto foram colocadas no chão evitando o estacionamento de carros.

Dragão de 2 Cabeças ou Monstrinho: Brinquedo para as crianças construído com troncos de eucaliptos e tubos de concreto.

Refúgio da Capunga: ambiente para brincadeiras de crianças e bancos com pneus de carros que possibilitam descanso e contemplação do rio.

Faro: É a entrada do Parque. Trecho da Rua Guilherme Pinto, em frente ao Bloco C da Uninassau e à Praça João Pereira Borges, foi interditada para a passagem de carros. O asfalto foi pintado transformando em mini-campo de futebol e área para jogos e brincadeiras.
comment 0

INCITI abre chamada para ocupação colaborativa das margens do Capibaribe

A UNINASSAU e o INCITI/UFPE convidam para a “Ativação Capunga”, ocupação que celebrará o encerramento do Workshop Internacional de Prototipagem Urbana (WIPU). O encontro colaborativo irá acontecer nesta sexta-feira (22/10), das 19h às 22h, e sábado (23/10), das 9h às 22h. O acesso é feito pela Rua Doutor Osvaldo Lima, Derby – Recife (PE).

A autonomia é sua! Ative as margens do rio Capibaribe com alguma atividade favorita preenchendo este formulário. O espaço também estará disponível pra quem quiser apenas experimentar os mobiliários construídos nas duas semanas de workshop.

Vivencie o Recife como Cidade-Parque!

Outras informações: ativacaocapunga@gmail.com

++

O Workshop Internacional de Prototipagem Urbana integra as ações do projeto Parque Capibaribe, desenvolvido pelo INCITI/UFPE, por meio de parceria com a Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife. Esta iniciativa objetiva a recuperação ambiental dos 30 km de margens do Rio Capibaribe, associada a um plano de urbanização e melhoria da qualidade dos espaços públicos existentes, além da implantação de novos ambientes. O projeto se articula em função de cinco estratégias de intervenções que se traduzem na necessidade de chegar, percorrer, atravessar, abraçar e ativar a ocupação consciente nas margens do Rio Capibaribe.

Serviço:

Ativação Capunga
Quando: 22 de outubro (19h-22h) e 23 de outubro (9h-22h)
Onde: Rua Doutor Osvaldo Lima, Derby – Recife (PE) – Edf. garagem da UNINASSAU
Quanto: O espaço é seu e a entrada é franca!

comment 0

Divulgada a relação dos selecionados para a segunda semana do WIPU

O INCITI/UFPE e a UNINASSAU divulgam a relação dos selecionados para a segunda semana de Workshop Internacional de Prototipagem Urbana, que vai acontecer de 17 a 21 de outubro, no Derby. Assim como na primeira semana de atividades, o workshop seguirá com as modalidades de Sinalização, Iluminação e Mobiliário Urbano.

INICIATIVA – As atividades são promovidas pela UNINASSAU e pelo INCITI/UFPE, com apoio da Prefeitura do Recife, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-PE), Consulado da França e Aliança Francesa e parcerias do FabLab e O Norte – Oficina de Criação. O workshop acontecerá com turmas em dois períodos de 10 a 14 e de 17 a 21 de outubro, ao ar livre, no bairro do Derby. Durante os laboratórios, serão compartilhados conhecimentos sobre arquitetura e urbanismo, artes visuais, iluminação, culinária, design, marcenaria, objeto urbano conectado e sinalização para criação colaborativa de protótipos. Todos os dias são finalizados por uma sessão de reflexão de aprendizagem.

Para mais informações: ativacaocapunga@gmail.com

Confira abaixo a lista dos selecionados para a primeira semana de atividades:

Iluminação:

Cyntia Saraiva

Clara Angélica dos Santos

Inês Domingues Maia e Silva

Karoline Lima do Nascimento

Renata Assunção Neves

Rafael Mazza

Rayane Alves de Lima

Raissa Gomes de Sales

Beatriz Didier

Barbara Rodrigues de moura

Tamara silva de paula

Mário César Rodrigues

Sabrina de Oliveira

Bruna Iracema Machado de Lima

Eduardo Jorge Tenório Cavalcante Filho

Sinalização

Pedro Ernesto Chaves Barbosa

Mariana Valcacio Araújo Pereira

Maria Carolina Arruda

Adrianne Gabriele Silva Aroeira

Larissa Fonseca da Cunha

Tássia Camila Cordeiro de Barros Duarte

Hugo Chaves Jucá

Beatriz de Araújo Lima

Jeronymo Virgínia Carrazzone

Mobiliário Urbano

Gabriela Ozório de Andrade

Isabela Barboza Alves e Silva

Francielly de Lima Mélo

Renata Neves

David Silva de Vasconcelos

Jônatas Souza Medeiros da Silva

Letícia Rocha de Santana

José Anderson Ferreira de Souza

Elzilane Carvalho

Onildo Cruz e Silva Filho

Patrícia Pedrosa Alves Braga

Gabriel Batista Tourneur

Raianne Guedes Jovem

Elizabeth Almeida dos Santos

José Ricardo Heliodoro do Nascimento

Carolina Drahomiro Gomes

Isabela Duarte Dutra

Raiane Ayla Guimarães Silva

Silvia Bloise Gonçalves Mendonça

Liliane Caroline Pedrosa Barros

Bruna Ribeiro Corrêa

Marina Serrano Barbosa Mergulhão

Maria Antonia Saldanha Pessoa de Queiroz

Arnaldo Alves Lins Júnior

Hugo Lapenda

Alice Lancellotti

Ana Júlia Ribeiro de Macedo

Elzilane Carvalho

comment 0

Harri Lorenzi visita Parque Capibaribe

Por Flora Noberto

O Jardim do Baobá, trecho inicial do Parque Capibaribe no bairro das Graças, e margem do rio Capibaribe, na área no bairro do Derby, receberão a visita do renomado engenheiro agrônomo catarinense Harri Lorenzi nesta sexta-feira (14/10). Referência em botânica, Harri Lorenzi é autor de dezenas de livros sobre plantas e fundador do Instituto Plantarum de Estudos da Flora, que, além de uma editora, conta com uma vasta biblioteca; um laboratório; um jardim botânico com mais de 5 mil espécies vegetais, sobretudo espécies nativas do Brasil. Lorenzi será acompanhado pelo arquiteto paisagista e professor Luiz Vieira, um dos coordenadores do INCITI / UFPE; pelo paisagista Christoph Jung, pelos biólogos Leonardo Melo e Rita Fernandes, pesquisadores do INCITI/UFPE; e do colecionador de palmeiras Gileno Machado.O INCITI/ UFPE espera promover um diálogo fértil com Lorenzi que com sua grande experiência poderá dar sugestões e orientações para a recuperação ambiental das margens do principal curso fluvial da cidade. O Parque Capibaribe promove uma nova relação das pessoas com o rio, criando condições para hábitos de vida saudáveis, através da valorização da natureza e da paisagem. O Parque é desenvolvido por meio de convênio entre a Prefeitura da Cidade do Recife (PCR), através da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade e o INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades, grupo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

O roteiro começa, às 14h, no Jardim do Baobá, em seguida o grupo irá para área nas margens do Rio Capibaribe, no Derby, onde está acontecendo o Workshop Internacional de Prototipagem Urbana que visa transformar o espaço com sinalização, mobiliário e iluminação. A visita encerra na sede do INCITI, no Bairro do Recife, onde Harri Lorenzi conhecerá o projeto do Parque Capibaribe, que se estenderá por 30 km, todo o percurso do Rio Capibaribe, articulando espaços públicos existentes em uma área de influência de 42 bairros. Os pesquisadores do INCITI também apresentarão a Lorenzi o projeto de guia de arborização e paisagismo para o Recife, com espécies nativas da nossa flora. A ideia é fornecer um caderno didático, que possibilite a cidadãos e profissionais fazerem escolhas inteligentes na hora de decidir o que plantar em seus jardins ou projetos.

O Jardim do Baobá, marco inicial do Parque, é um verdadeiro refúgio ambiental, frequentado por capivaras, saguis, lontras, entre outros animais. A árvore baobá é tombada como Patrimônio do Recife desde 1988, tem 15 metros de altura, copa com 10 metros de diâmetro e tronco de cinco metros de perímetro. O espaço também é composto por outras árvores, cajazeiros, mangueiras, azeitoneiras, além da vegetação de mangue, e recebeu o plantio de novas espécies nativas da mata atlântica nordestina como pau de jangada e aroeira.

Para dialogar com a grandiosidade do baobá e promover a interação entre as pessoas, três balanços duplos, bancos coletivos e uma mesa comunitária foram instalados no local. Um píer também é uma novidade na área e possibilita a atração de pequenas embarcações. O Jardim está em fase final de implementação, pois ainda receberá iluminação especial com cuidado com a vida animal, novas lixeiras para coleta seletiva, placas de sinalização e informativas sobre a fauna e a flora local.

comment 0

Pesquisa sobre Relação das pessoas com o Capibaribe

O INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades, grupo multidisciplinar da Universidade Federal de Pernambuco, lança estudo sobre a relação das pessoas com o rio Capibaribe, na cidade do Recife, com um questionário virtual. A pesquisa é direcionada para moradores do Recife, a partir de 18 anos. O questionário está disponível no link bit.ly/riocapibaribe. O tempo necessário para responder às questões é de menos de 10 minutos. As respostas serão tratadas confidencialmente e usadas apenas para fins de pesquisas. Não há respostas certas ou erradas.

Recife tem sido palco de um movimento de crescente interesse pelo seu principal rio. Diante disto, o INCITI/ UFPE busca compreender a estrutura psicológica da relação entre as pessoas e o rio Capibaribe. Com os resultados da pesquisa, poderão ser traçados perfis de relacionamentos entre as pessoas e o Capibaribe. Este conhecimento será mais um passo dado na compreensão do vínculo entre os moradores do Recife e o meio ambiente.

O formulário estará aberto para coletar respostas até as 23h59 do dia 23 de setembro.

INCITI – O INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades é uma rede de pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) que tem como objetivo incitar, junto a diversos setores da sociedade, novos conhecimentos capazes de transformar a vida nas cidades. O grupo busca inovar em pesquisas e projetos de desenvolvimento urbano, social e tecnológico. Empenhada na criação de soluções inovadoras para a cidade, a equipe INCITI/UFPE reúne pesquisadores nas áreas de Arquitetura e Urbanismo, Paisagismo, Sociologia, Psicologia, Tecnologia da Informação, Recursos Hídricos, Mobilidade e Transporte, Economia Urbana, Políticas Públicas, Comunicação, Melhoria Vegetal, Botânica, Biologia, Gestão Ambiental, Direito, Engenharias e Estatística, entre outras.

O INCITI conta com a colaboração de laboratórios de pesquisas internacionais: Sustentabilidade Urbana da Oxford Brookes University, Desenho Urbano da University of Westminster, Sintaxe Espacial da University College of London, Sistemas de Paisagem da UPC da Espanha, Centro para Tecnologia e Sociedade – Technische Universität de Berlim e Centro de Arquitetura de Amsterdam – Arcam, nos Países Baixos.

Link para a pesquisa:bit.ly/riocapibaribe.

 

comment 0

Quintal da Capunga continua com brincadeiras e piquenique

O INCITI / UFPE continua estimulando a ativação das margens do Rio Capibaribe como espaço público para lazer, contemplação da paisagem e sensibilização ambiental. Mais uma vez convidamos todos para neste sábado (03/09) aproveitar área no bairro do Derby, no final da rua Rua Engenheiro Teófilo de Freitas (ao lado da faculdade Uninassau), com o evento colaborativo Quintal da Capunga. Sim, agora temos um novo nome para esta atividade de ativação, que faz parte da Residência Capunga, iniciada em maio deste ano. Neste sábado, teremos sensibilização ambiental, limpeza do mangue e informações sobre o projeto Parque Capibaribe, jogos, brincadeiras e piquenique colaborativo. Por isso, lembramos que levem bancos, cadeiras de praia, cangas, protetor solar, sacos de lixo, além dos comes e bebes.

Piquenique integra pessoas que aproveitam as margens do rio Capibaribe de forma colaborativa

Nesta edição, lançamos a proposta: vamos transformar o Quintal da Capunga na rua que brincávamos quando erámos crianças? Vamos jogar bola, queimado, barra bandeira, elástico, pula corda e o famoso jogo barrinha de 3? Convidamos todos a trazerem cordas, bolas e redes de vôlei para lembrarmos das brincadeiras de nossa infância e jogarmos juntos com as crianças de hoje.

Sensibilização ambiental e coleta de resíduos são algumas das atividades realizadas

O Quintal da Capunga é uma ação da ResidênciaCapunga, que serve de plataforma de pesquisa e diálogo para descobrir as necessidades, desejos, problemas e dificuldades de usuários da área: moradores, comerciantes, estudantes e frequentadores do Derby. As informações coletadas com a experiência irão subsidiar parte do projeto Parque Capibaribe, desenvolvido pelo INCITE / UFPE em convênio com a Prefeitura do Recife / Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Serviço:

Quintal da Capunga
Data: Sábado (03/09)
Local: Acesso pela Rua Engenheiro Teófilo de Freitas – Derby (Ao lado da Uninassau).
Confira a localização: https://goo.gl/XQ3tFK
Convide seus amigos pelo evento no facebook
Acesso gratuito
Programação
9h às 10h – Sensibilização ambiental e Limpeza do mangue
10h às 12h – Jogos e brincadeiras de rua para toda a família
12h às 14h – Piquenique colaborativo (cada um pode trazer comes e bebes para compartilhar)
comment 0

Praia da Capunga convida para almoço na Beira do Capibaribe

O INCITI/UFPE irá realizar neste sábado (13), às 12h, a Praia da Capunga, na Rua Eng. Teófilo de Freitas – Derby (Ao lado da Uninassau). A ação tem o intuito de dar continuidade ao programa de ativações #ResidênciaCapunga, que tem acontecido desde o mês de maio e serve de plataforma de diálogo para descobrir as necessidades, exigências, desejos, problemas ou dificuldades da área, que irá receber parte do projeto Parque Capibaribe.

O formato da Praia da Capunga é colaborativo e irá convidar moradores, comerciantes e frequentadores do local para compartilhar um almoço na Beira do Rio Capibaribe à sombra do mangue. A ideia é estreitar a relação com os moradores locais e envolver cada vez mais a comunidade do entorno neste processo que prevê uma proposta que possibilite um acréscimo de área verde e uma convivência harmônica, funcional e agradável entre pedestres, veículos, ciclistas e comerciantes do local.

Pelo caráter do encontro, a organização pede que os convidados levem bancos, cadeiras de praia, cangas, protetor solar, além dos comes e bebes.

SOBRE O PARQUE

O Parque Capibaribe é fruto de um convênio entre a Prefeitura da Cidade do Recife (PCR), através da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade e o INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades, grupo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O Parque, que se estenderá por 30 km, todo o percurso do Rio Capibaribe, com uma área de influência de 42 bairros. O projeto consiste em implantar um sistema de mobilidade não-motorizada com passeios e ciclovias além de revelar paisagens do Rio Capibaribe com áreas de estar, passarelas e píeres para pequenas embarcações. O Parque Capibaribe propõe também plantio de árvores e aumento do solo permeável visando preparar a cidade para enfrentar os efeitos de mudanças climáticas.

Serviço:

Praia da Capunga – Piquenique colaborativo

Quando: Neste sábado (13)

Hora: A partir das 12h

Local: Rua Eng. Teófilo de Freitas – Derby (Ao lado da Uninassau).

Acesso gratuito

comment 0

Conheça o projeto Jardim do Baobá, marco inicial do Parque Capibaribe

Uma árvore centenária da espécie Baobá é o principal atrativo deste trecho do Parque Capibaribe, localizado entre as ruas Madre Loiola e Antônio Celso Uchôa Cavalcanti, na altura da Estação Ponte D’Uchôa, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife. A área chamada “Jardim do Baobá” será um espaço de lazer e contemplação da paisagem, formada pela árvore que se debruça sobre a margem do rio. O baobá das Graças é tombado como Patrimônio do Recife desde 1988, tem 15 metros de altura, copa com dez metros de diâmetro e tronco de cinco metros de diâmetro. A ordem de serviço para as obras do Jardim do Baobá foi assinada no dia 30 de março de 2016. Leia sobre o evento de lançamento das obras AQUI.

Para dialogar com a grandiosidade da árvore e promover a interação entre as pessoas, três balanços duplos e uma mesa comunitária foram projetados para o local. Os balanços terão seis metros de altura e serão instalados ao lado da árvore. Cada equipamento lúdico abrigará duas pessoas simultaneamente e poderá ser utilizado tanto por crianças quanto por adultos. A mesa terá 10 metros de comprimento para uso compartilhado, podendo comportar piqueniques e jogos de tabuleiro, por exemplo.

O solo natural ao redor do baobá será preservado, reduzindo a área pavimentada no local. Terraços gramados acompanharão os diferentes níveis do solo existentes e possibilitam diversos usos, como brincadeiras entre crianças e piqueniques. Um pequeno píer flutuante completa o projeto, possibilitando a atracação de pequenas embarcações.

Para celebrar o baobá como símbolo da resistência negra e a ancestralidade africana haverá um concurso público para selecionar uma proposta de intervenção artística em homenagem ao poeta, ator e artista plástico recifense, Solano Trindade (1908 – 1974), com marcante trajetória de militante contra o preconceito e a discriminação racial.