All posts tagged “Paisagem

comment 0

Arte em muro transforma paisagem do Jardim do Baobá

Por Shirley Pacheco

Quem visitou o Jardim do Baobá no início da manhã desta sexta-feira (20), observou que o muro do local começou a ganhar mais vida através da arte. Promovido pela Prefeitura do Recife, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (SDSMA), o evento mistura criatividade e natureza por meio da pintura de animais e árvores temáticas do Parque Capibaribe, projeto que busca reconectar às pessoas ao Rio Capibaribe. A ação será concluída em três dias e tem o objetivo de deixar o local mais agradável para o público.

Desenvolvida e ilustrada pelo pintor Allan Chaves, as artes ilustram capivaras, árvores pertencentes ao Rio Capibaribe e espécies de animais que sobrevoam a área. O secretário Executivo de Projetos Especiais da SDSMA, Romero Pereira, ressaltou a importância da atividade. “Queremos transformar os muros pichados através das artes. O projeto tem duas etapas, a primeira de pintura e a segunda de plantação de trepadeira, espécie que cresce pelos muros, visando misturar arte e vegetação”, comentou.

Às margens do rio das Capivaras, o Jardim do Baobá é o ponto de partida do projeto Parque Capibaribe, que prevê um sistema de parques integrados na margem do rio Capibaribe, no Recife, totalizando 30km de transformações nas bordas do principal curso d’água da cidade. A iniciativa, que irá conectar espaços e efetivar uma forma mais fácil e segura de se deslocar pela cidade, para pedestres e ciclistas, é o ponto de partida para que o Recife se torne uma Cidade-Parque até 2037, quando o município comemora 500 anos.

comment 0

A importância da relação entre os cidadãos e a paisagem urbana

Por Luiz Vieira |Publicado originalmente em Rede Gestão

Recife é uma cidade com paisagens diversas em que as águas predominam e refletem a sua rica história, bem como o respectivo impacto ambiental do crescimento urbano desordenado. A relação do cidadão com a paisagem urbana diversificada é fundamental para o fortalecimento da identidade com os lugares afetivos e o respectivo empoderamento dessas paisagens na imagem e memória da cidade. O rio Capibaribe sempre exerceu, notadamente até o final do século XIX, função estruturadora na morfologia desse território, quando a cidade se voltava para as águas pela navegação, pesca e paisagem. O início do século XX registra o declínio desta relação com o rio Capibaribe que passa a ser pano de fundo, ou fundo de quintais de edificações que outrora se voltavam para desfrutá-lo como área de lazer ou para utilizá-lo como via de transporte.

Read More

comment 0

INCITI/UFPE participa de seminário internacional sobre paisagismo

O INCITI/UFPE  marcará presença no II Seminário Internacional “Paisagem e Jardim como Patrimônio Cultural México/Brasil”, que acontece de 16 a 24 março de 2017, no Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da UFPE (Recife) e no Espaço Ciência (Olinda). Quem representará o grupo de pesquisa é um dos coordenadores do projeto Parque Capibaribe, o arquiteto e paisagista Luiz Vieira. O pesquisador apresentará o trabalho “Da memória das águas do Parque Capibaribe à Cidade-Parque”. Inscrições no site.

O seminário reunirá a Universidad Autónoma Metropolitana do México e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e foi realizado pela primeira vez na cidade do México, em 2015. O objetivo do encontro é discutir princípios e diretrizes de intervenção para a conservação da Paisagem e do Jardim e, com isso, fortalecer os estudos no campo da preservação cultural, envolvendo teoria e prática de projeto.

O seminário tem como parceiro na realização o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco (CAU/PE) e é dirigido para projetistas, planejadores, pesquisadores; alunos de arquitetura e urbanismo, das artes, da história, da geografia, da arqueologia, das ciências naturais e técnicos do governo municipal, estadual e federal.

++

Programação

Professores e pesquisadores da Universidad Autónoma Metropolitana (México)

Teresita Queiroz Ávila

Fuentes para el rescate del paisaje en el México posrevolucionario: literatura y cartografía (Azuela y Edwards).

Salvador Aceves

CAMPECHE, Patrimonio y Paisaje. La Recuperación de la Ciudad Amurallada.

Armando Alonso

Ernesto P. Uruchurtu y su ideario político para la modernización de la ciudad de México, 1952-1966.

Saúl Alcántara Onofre

Hacia la Actualización de la lista Indicativa del Patrimonio Mundial (UNESCO) de Brasil. La obra paisajística de Burle Marx.

Tere Ocejo

Recuperación del Paisaje Cultural Relicto y Puesta en Valor de Cacaxtla-Xochitécatl y su entorno inmediato

Félix Alfonso Martínez

Reflexiones sobre la restauración de jardines con valor histórico-artístico en México.

Professores e pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco

Aline de Figueirôa Silva

A vegetação como elemento de composição paisagística no Brasil (século XIX e início do XX).

Ana Rita Sá Carneiro

Os caminhos para o tombamento dos Jardins de Burle Marx: um patrimônio brasileiro.

Lúcia Veras e Onilda Bezerra

Jardins de Burle Marx no Recife: entre a proteção e o desafio da gestão.

Luiz Vieira

Da memória das águas no Parque Capibaribe à Cidade-Parque.

Marccus Alves e Joelmir Marques

Os domínios ecológicos brasileiros nos Jardins de Burle Marx.

Roberto Araújo

Santa Tereza: o espírito do lugar.

++

Serviço

II Seminário Internacional “Paisagem e Jardim como Patrimônio Cultural México/Brasil”

Quando? 16 a 24 março de 2017

Onde? Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da UFPE (Av. dos Economistas, s/n, Cidade Universitária – Recife) e Espaço Ciência (Complexo de Salgadinho -Olinda | Parque Memorial Arcoverde)

Inscrições no site