PROJETO

O Parque Capibaribe revoluciona a forma como as pessoas vivem o Recife ao reconectá-las com as águas do rio Capibaribe, resgatando a bacia hidrográfica como espinha dorsal da cidade através de áreas de lazer, descanso e bem estar.

O projeto prevê um sistema de parques integrados ao longo de 15km em cada margem do rio Capibaribe, no Recife, totalizando 30km de transformações nas bordas do principal curso d’água da cidade. A iniciativa, que irá conectar espaços e efetivar uma forma mais fácil e segura de se deslocar pela cidade, para pedestres e ciclistas, foi desenvolvida por meio de um convênio inovador entre a Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Recife, e o INCITI, rede de pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Área de influência da Zona Parque

O Parque Capibaribe favorecerá 44 bairros da cidade, beneficiando diretamente 527.343 mil pessoas. A iniciativa influenciará no modo como as pessoas se deslocam na cidade, proporcionando novas conexões entre os bairros.

O projeto também irá viabilizar outras formas de circular no Recife, por meio de ciclovias, píeres para pequenas embarcações e infiltrações – vias que conectam áreas de maior vitalidade urbana às margens do rio. O Parque prevê a implantação de 12 passarelas, 230 km de rotas cicláveis e 140 km de vias de infiltração, ruas de acesso ao Capibaribe que serão otimizadas, recebendo o mesmo tratamento aplicado nas margens do rio.

Com todos os olhares voltados para as potencialidades do rio Capibaribe e entorno, o projeto é o ponto de partida para que o Recife se torne uma Cidade-Parque até 2037, quando o município comemora 500 anos.