No aniversário do Recife, Prefeitura começa construção do Parque das Graças

A Prefeitura do Recife dá início, nesta sexta-feira, 12 de março, aniversário da cidade, à construção de mais uma área verde na cidade: o Parque das Graças.

Localizado nas margens do Rio Capibaribe, no bairro das Graças, entre as pontes da Torre e da Capunga, o novo espaço será construído em conceito de parque linear, com playground, área para ginástica, tirolesa, três áreas de convivência, Parcão, espaços para piquenique, mirantes e área de refúgio da fauna. O projeto do novo parque foi desenvolvido pela Autarquia de Urbanização do Recife (URB), que será responsável pela execução das obras e é mais uma etapa do Parque Capibaribe. O prefeito João Campos esteve no local no fim da manhã desta sexta-feira (12), quando assinou a ordem de serviço para o início das obras.

“Recife completa hoje 484 anos de muita história, de muita luta, conquistas, quando a gente passa pelo momento mais desafiador dessa história, no meio de uma pandemia, e nós precisamos olhar para o futuro com esperança, a gente não pode perder essa capacidade. Então a gente anuncia hoje a construção do Parque das Graças que vai ser o coração do Parque Capibaribe, numa cidade que nasceu do rio, e que por muitas vezes deu as costas ao rio, e agora chegou a vez de poder se aproximar”, declarou o gestor municipal. “Então é um Parque Linear com 1 km de extensão, que faz parte do projeto Parque Capibaribe e que a gente vai separar as entregas em três fases e a primeira delas a gente já entrega neste ano, a gente já vai ter a cidade podendo usufruir da primeira parte do Parque das Graças. Um projeto que foi pensando com os moradores, com a universidade, com quem tem preocupação com o meio ambiente, com o rio Capibaribe, é fruto de muito diálogo”, acrescentou ele.

O parque começa na altura da Rua Amélia, com uma solução viária que viabiliza a travessia de pedestres na descida da Ponte da Torre, seguindo com 1km de Parque Linear até a Ponte da Capunga. O projeto é composto pela implantação de vias de baixa velocidade compartilhadas entre pedestres, ciclistas e veículos motorizados, elevadas ao nível das calçadas e com amplos passeios contínuos e acessíveis, áreas de convivência e plantio de mais de 200 novas árvores.

“A obra está dividida em quatro etapas e são seis trechos. Então nessa primeira fase, a gente vai fazer essa que a gente está dando a ordem de serviço hoje e termina em novembro ainda deste ano. E mais dois trechos importantes serão entregues em outubro do ano que vem e em março de 2023 a obra como um todo. Esse primeiro trecho as pessoas vão poder se apropriar, vão ter três praças, playground, área para tirolesa, então vai trazer mais as pessoas para usarem o equipamento público e vai ser um espaço para pedestres e ciclistas aproveitarem”, esclareceu a secretária de Infraestrutura do Recife Marília Dantas.

O equipamento terá ainda playground de 397m², subdividido em duas áreas, uma para a primeira infância, de 205 m², e outra para os maiores de seis anos, com 192m²; área para ginástica, espaço de terra batida com tirolesa e três áreas de convivência, sendo duas próximas à Ponte da Torre, com 120m² e 431m², e uma localizada entre a Rua das Pernambucanas e a Ponte da Capunga, com 444m². Também fazem parte do projeto a implementação de um Parcão, próximo à rua Osvaldo Salsa, cinco espaços para piquenique, além de dois mirantes (perto da Rua Sebastião Leme e próximo à Ponte da Capunga) e área de refúgio da fauna.

A área passará a contar com um total de 1.011m de rotas cicláveis. Serão construídas, ainda, duas passarelas paralelas à margem do rio a fim de viabilizar a continuidade do passeio em trechos onde não havia largura suficiente para passagem. A primeira delas ficará entre as ruas Aníbal Falcão e Manoel de Almeida e a segunda entre a Rua Dr. Osvaldo Salsa e a Rua das Pernambucanas.

Além disso, estão previstos melhorias em uma área total de 750 em vias de acesso ao novo parque, sendo 200m da Rua Dom Sebastião Leme e mais 550m da Rua das Pernambucanas, o que resulta numa área total de 25.636m² de intervenção.

PARQUE CAPIBARIBE – O Parque Capibaribe é um sistema de parques integrados no Recife que se estenderá por 30 km do percurso do Rio Capibaribe. Consiste na renaturalização das margens do rio e na implantação de um sistema de mobilidade com passeios e ciclovias, além de revelar paisagens locais com áreas de estar, passarelas e píeres para pequenas embarcações. Todo o projeto beneficiará mais de 500 mil pessoas e 44 bairros. Já foram implantados o Jardim do Baobá, nas Graças, e a Praça Otávio de Freitas, no Derby. O parque estende-se desde a BR 101 até o centro do Recife. O projeto Parque Capibaribe está atualmente ligado à Secretaria de Desenvolvimento de Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI) e é coordenado pelo Gabinete de Projetos Especiais (Gabpe) e foi desenvolvido pelo INCITI/UFPE.