Monthly archives of “setembro 2018

Mostra de Cinema Cidade em Movimento acontece no INCITI nesta quinta (20)

Um cineclube com jeito de provocações urbanas, que terá como tema a mobilidade e o meio ambiente. Assim será a sessão da Mostra de Cinema Cidade em Movimento, que acontece nesta quinta-feira (20), às 19h, no INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades, no Recife Antigo. A exibição integra o Cidade que Flui, movimento articulado de várias entidades para celebrar o Dia Mundial Sem Carro, e também o programa Casa Comunidades, do Fundo Socioambiental Casa. A entrada é gratuita.

Nesta quinta (20), serão exibidos os curtas Andarilho, de João Lucas, que mostra o cotidiano de Gerson, cidadão que escolheu andar a pé nos seus deslocamentos urbanos; Dia de Fúria, de Rafael Amorim, traz um cenário do estresse gerado pelo trânsito na cidade; Travessia mostra a importância do barco para a mobilidade e Fim dos Carros apresenta o desejo de fugir dos engarrafamentos, ambos de Hugo Coutinho; e ainda Exília, de Renata Claus, que retrata o estado iminente de desterritorialização em que se encontra a ilha de Tatuoca, em Pernambuco. Haverá ainda o média metragem, Levante, de Barney Lankester-Owen e Susanna Lira, que trata sobre o uso da tecnologia para transformação social.

Ao final da sessão será realizado um debate, com a participação da coordenadora da Campanha de Clima e Energia do Greenpeace, Luiza Lima, do integrante do Bigu Comunicativismo, Emerson Cunha, da colaboradora da Rede de Articulação pela Mobilidade (Ramo), Camila Fernandes, com mediação dos pesquisadores do INCITI/UFPE, Nathália Machado e Caio Scheidegger.

A Mostra de Cinema Cidade em Movimento continua até o sábado (22), com sessões gratuitas na Reciclobikes, na Encruzilhada, e na Estação Central do Metrô do Recife. A culminância do Cidade que Flui será no sábado (22), com um rolê intermodal de bike, da comunidade de Santa Luzia até a Ilha de Deus; de barco, da Ilha de Deus até o Cais de Santa Rita; e a pé, do Cais de Santa Rita até o Marco Zero. Quem for de busão ou de metrô, pode dar uma chegada na Estação Imbiribeira, que é pertinho, pra chegar na Ilha de Deus e pegar o bonde de barco, ou descer na Estação Recife e ir pro Cais de Santa Rita pra seguir com a galera em caminhada.

No Marco Zero, às 16h, acontece o debate Cidade que Flui, para discutir uma cidade mais humana, mais limpa e com menos carros, e logo em seguida shows com a Banda DeLeão, Afoxé Babá Orixalá Funfun, DJ Célio do Vinil e Isaar.

Para saber mais: http://bit.ly/CidadeQueFlui

Cidade que Flui – Um grupo de 14 organizações da sociedade civil atuantes no debate sobre mobilidade urbana da Região Metropolitana do Recife estão realizando, desde a quarta-feira (19), uma série de ações visando pôr em pauta e nas ruas as discussões do Dia Mundial Sem Carro, comemorado no dia 22 de setembro. Sob a chamada “Cidade que Flui”, as ações são compostas por mostra de cinema, debates sobre mobilidade urbana, gênero e questões ambientais, lançamento de app para ciclistas, sugestão de rotas alternativas com bicicleta, barcos e a pé, aliados ao uso do transporte público, e apresentações culturais. As ações são abertas ao público e visam estimular a discussão sobre o uso de modais ativos assim como do transporte público e dos barcos para uma cidade mais livre, coletiva, sustentável e segura nas opções de mobilidade.

Participam das ações do Dia Mundial Sem Carro, no Recife, as seguintes organizações: Bigu Comunicativismo, Greenpeace Brasil, Centro Popular de Direitos Humanos – CPDH, Ameciclo, Bike Anjo PE, INCITI, Observatório do Recife, Grupo Mulher Maravilha, Ação Comunitária Caranguejo Uçá, Coque (R)existe, Sindmetro/PE, Frente de Luta Pelo Transporte Público, Coletivo Massapê e MARÉ – Mostra Ambiental do Recife, em parceria com os projetos Olhe Pelo Recife e MobCidades.

Fundo Casa – O INCITI foi uma das instituições contempladas pelo Fundo Socioambiental Casa, com o projeto Provocações Urbanas, que envolve a realização de um mapeamento de atores locais e regionais, através de experiências de formações, debates e seminários, buscando traduzir contribuições acadêmicas para as redes e os grupos locais. A ideia é possibilitar uma maior incidência em políticas públicas e nas suas respectivas ações e esta é a primeira ação do projeto, que será desenvolvido ao longo de nove meses.

Confira a programação completa do Cidade que Flui:

20/09 | quinta
19h – INCITI (R. do Bom Jesus, 191, Recife Antigo)
Andarilho (João Lucas, 2015)
Travessia (Hugo Coutinho, 2015)
Dia de Fúria (Rafael Amorim, 2015)
Fim dos Carros (Hugo Coutinho, 2015)
Exília (Renata Claus, 2016)
Levante (Barney Lankester-Owen e Susanna Lira, 2015)

21/09 | sexta
19h – Reciclo Bikes (Mercado da Encruzilhada, Largo da Encruzilhada)
Capibaribes (2015, doc), de Canario Caliari
Chega de Fiu Fiu (2018, doc), de Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão

22/09 | sábado
9h – Estação de Metrô Recife (R. do Peixoto, São José/Centro)
Lá do alto (2016), de Luciano Vidigal;
História natural (2014), de Júlio Cavani
Pequena área (2014), de Tiago Martins Rêgo e Sebba Cavalcante;
Bike Gelo Baiano (2015), de Jacaré Vídeo
Miró – preto, pobre, poeta e periférico (2008), de Wilson Freire

22/09 | sábado
Trajetos
Bicicleta: Concentração a partir das 10h, no Parque Santana; saída às 12h em direção à Ilha de Deus (Rioteca), e às 14h em direção ao Cais de Santa Rita/Marco Zero

Barco: Concentração a partir das 13h na Ilha de Deus (Rioteca), com debate e visita à comunidade; saída às 14h30, em direção ao Cais de Santa Rita/Marco Zero.

Ônibus/Caminhada: Saída às 14h de Nova Descoberta (Sede do Grupo Mulher Maravilha) de ônibus, com descida no Cais de Santa Rita.

Marco Zero
16h – Debate Cidade Que Flui, com representantes das organizações realizadoras

+     Shows de:
Afoxé Babá Orixalá Funfun
DeLEÃO
DJ Célio do Vinil
Isaar

Sociedade Civil exibe filmes, realiza debates e propõe rotas alternativas para o Dia Mundial Sem Carro

Mostra de cinema, percursos por modais ativos, barquetada, debates sobre mobilidade e show da cantora Isaar compõem leque de ações de 14 organizações. Programação começará na quarta e seguirá até o sábado, com dia inteiro de ações

Um grupo de 14 organizações da sociedade civil atuantes no debate sobre mobilidade urbana da Região Metropolitana do Recife realizarão a partir desta quarta-feira (19) uma série de ações visando por em pauta e nas ruas as discussões do Dia Mundial Sem Carro, comemorado no dia 22 de setembro, próximo sábado. Sob a chamada “Cidade que Flui”, as ações serão compostas por mostra de cinema, debates sobre mobilidade urbana, gênero e questões ambientais, lançamento de app para ciclistas, sugestão de rotas alternativas com bicicleta, barcos e a pé, aliados ao uso do transporte público, e shows de cultura popular e da cantora Isaar. As ações serão abertas e visam estimular a discussão sobre o uso de modais ativos assim como do transporte público e dos barcos para uma cidade mais livre, coletiva, sustentável e segura nas opções de mobilidade.

A Mostra de Cinema Cidade em Movimento, com curadoria da Mostra Ambiental do Recife (Maré), dará início às comemorações e acontecerá nos dias 19, 20 e 21 de setembro, com sessões gratuitas no Bairro do Recife, Encruzilhada, Ilha de Deus e Nova Descoberta, nos turnos da tarde e da noite.

No sábado (22), o Dia Mundial Sem Carro, haverá ações pela manhã no Parque Santana, realizadas pela Ameciclo e Bike Anjo. Logo depois, os ciclistas junto a demais grupos, como pescadores e organizações de mulheres de outras áreas, farão saídas abertas em diversos modais, como caminhada, bicicleta e barco. Todos os bondes seguirão até o Cais de Santa Rita e, logo depois ao Marco Zero, onde haverá debate sobre mobilidade urbana, apresentações de afoxé e cultura popular, finalizando com show da cantora Isaar.

Para Thiago Jerohan, membro da Bigu Comunicativismo, uma das organizações realizadoras, essa é uma ação coletiva que pretende dar visibilidade a uma série de organizações que não apenas atuam nas pautas de mobilidade e lutam por políticas públicas no tema, mas que convidam a cidade a buscar outros modais para vivê-la sem a dependência do carro.

“A gente pretende visibilizar aquelas pessoas que, apesar das dificuldades, já pensam e transitam pela cidade buscando alternativas mais baratas, de menor impacto ambiental e paisagístico e que colocam o cidadão como sujeito ativo da cidade. Para além de focar nos problemas, nossa ideia é propor ações que materializem aquilo que defendemos”, propõe o comunicador.

Participam das ações do Dia Mundial Sem Carro no Recife as seguintes organizações: Bigu Comunicativismo, Greenpeace Brasil, Centro Popular de Direitos Humanos – CPDH, Ameciclo, Bike Anjo PE, INCITI, Observatório do Recife, Grupo Mulher Maravilha, Ação Comunitária Caranguejo Uçá, Coque (R)existe, Sindmetro/PE, Frente de Luta Pelo Transporte Público, Coletivo Massapê e MARÉ – Mostra Ambiental do Recife, em parceria com os projetos Olhe Pelo Recife e MobCidades.

Programação Completa

Mostra de Cinema Cidade em Movimento

A partir da quarta-feira (19), começará a Mostra de Cinema Cidade em Movimento, que será realizada até a sexta-feira (21) em quatro localidades distintas pelo Recife. A curadoria é composta pela Mostra Ambiental do Recife – Maré, com colaboração de outros grupos participantes das ações.

No primeiro dia, 19 de setembro, haverá exibição dos filmes Ruínas, de Jacaré Vídeo, Capibaribes, de Canario Caliari e Chega de Fiu Fiu, de Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão às 14h na sede do Grupo Mulher Maravilha, em Nova Descoberta, e às 19h na sede da Ação Comunitária Caranguejo Uçá, na Ilha de Deus.

No segundo dia (20), as exibições acontecerão no Inciti, no Bairro do Recife, com os filmes Andarilho, de João Lucas; Travessia e Fim dos Carros, de Hugo Coutinho; Dia de Fúria, de Rafael Amorim, Exília, de Renata Claus, e Levante, de Barney Lankester-Owen e Susanna Lira. Na sexta-feira (21), será a vez da sessão na loja Reciclo, no Mercado da Encruzilhada, a partir das 19h, com a apresentação dos filmes Capibaribes, de Canario Caliari, e Chega de Fiu Fiu, de Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão.

Por fim, no próprio sabado (22), haverá sessão na Estação Recife, com os filmes Lá do alto, de Luciano Vidigal; História natural, de Júlio Cavani; Pequena área, de Tiago Martins Rêgo e Sebba Cavalcante; Bike Gelo Baiano, de Jacaré Vídeo; e Miró – preto, pobre, poeta e periférico, de Wilson Freire

Dia Mundial Sem Carro

No sábado, dia 22 de setembro, as organizações ocuparão a cidade propondo a realização de trajetos a pé, por bicicleta e por barco em direção ao Marco Zero, no Recife Antigo. A partir das 10h, a Associação Metropolitana de Ciclistas do Recife – Ameciclo e o Bike Anjo realização uma oficina de stencil de placas de trânsito no Parque Santana. A partir das 13h, parte dos ciclistas seguirá ao Marco Zero, afixando as placas de vinil produzidas ao longo da manhã ao longo do percurso. Outra parte do grupo de ciclistas seguirá em direção à Ilha de Deus.

Na Ilha de Deus, por sua vez, cerca de 20 barcos, com um total de mais de 100 lugares, estarão se concentrando a partir das 13h, com realização de conversa e passeio pela comunidade. Às 14h30, a barquetada seguirá junto aos ciclistas em direção ao Cais de Santa Rita, rememorando a antiga localização do Porto do Recife, e, em seguida ao Marco Zero. Por sua vez, o Grupo Mulher Maravilha sairá de Nova Descoberta em direção também ao Marco Zero, em rota de ônibus complementada com caminhada.

Lançamento de app para ciclistas

Também no sábado, dia 22, durante a bicicletada, será lançado o aplicativo Biciflow, voltado para sinalizar o encontro de ciclistas nos seus percursos. Os detalhes serão ainda definidos pelos desenvolvedores e apoiadores.

Marco Zero e Show de Isaar

A partir das 16h, terá início a programação no Marco Zero, que estará ambientado pelo Coletivo de Estudantes de Arquitetura Massapê. O espaço começará com um debate sobre Mobilidade Urbana e o uso dos modais ativos e do transporte público com a presença de representantes dos grupos organizadores das ações do Dia Mundial Sem Carro no Recife. Após o debate aberto, a partir das 18h, haverá a apresentação das bandas Afoxé Babá Orixalá Funfun e DeLEÃO, com discotecagem do DJ Célio do Vinil. O Dia Mundial Sem Carro será finalizado com show no Marco Zero da cantora Isaar.

SERVIÇO
Dia Mundial Sem Carro – Cidade Que Flui
19 a 22 de setembro // Bairro do Recife, Encruzilhada, Ilha de Deus, Nova Descoberta
Ações livres e abertas

PROGRAMAÇÃO
19 a 21 de setembro
Mostra de Cinema Cidade em Movimento – Curadoria: Mostra Ambiental do Recife (Maré)

# Quarta, 19, Nova Descoberta – Sede do Grupo Mulher Maravilha, 14h // Ilha de Deus – Sede da Ação Comunitária Caranguejo Uçá, 19h
Ruínas (2017, doc), de Jacaré Vídeo
Capibaribes (2015, doc), de Canario Caliari
Chega de Fiu Fiu (2018, doc), de Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão.

# Quinta, 20, INCITI, 19h
Andarilho (João Lucas, 2015)
Travessia (Hugo Coutinho, 2015)
Dia de Fúria (Rafael Amorim, 2015)
Fim dos Carros (Hugo Coutinho, 2015)
Exília (Renata Claus, 2016)
Levante (Barney Lankester-Owen e Susanna Lira, 2015)

# Sexta, 21, Reciclo (Mercado da Encruzilhada), 19h
Capibaribes (2015, doc), de Canario Caliari
Chega de Fiu Fiu (2018, doc), de Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão.

# Sábado, Estação Recife (Metrô), a partir das 9h
Lá do alto (2016), de Luciano Vidigal;

No Brasil, o Dia Mundial Sem Carro ocorre durante a Semana de Trânsito, de 18 a 25 de setembro, instituída desde 1997 pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Afoxé Babá Orixalá Funfun
DeLEÃO
História natural (2014), de Júlio Cavani
Pequena área (2014), de Tiago Martins Rêgo e Sebba Cavalcante;
Bike Gelo Baiano (2015), de Jacaré Vídeo
Miró – preto, pobre, poeta e periférico (2008), de Wilson Freire

22 de setembro

Trajetos

Bicicleta: Concentração a partir das 10h, no Parque Santana; saída às 12h em direção à Ilha de Deus e às 14h em direção ao Cais de Santa Rita/Marco Zero

Barco: Concentração a partir das 13h na Ilha de Deus, com debate e visita à comunidade; saída às 14h30, em direção ao Cais de Santa Rita/Marco Zero

Ônibus/Caminhada: Saída às 14h de Nova Descoberta (Sede do Grupo Mulher Maravilha) de ônibus, com descida no Cais de Santa Rita

Marco Zero

Debate Cidade Que Flui, com representantes das organizações realizadoras

+     Shows de:

Afoxé Babá Orixalá Funfun

DeLEÃO

DJ Célio do Vinil

Isaar

Aniversário do Jardim do Baobá será comemorado neste domingo (16)

Programação especial inclui sessões de meditação, Feira Livre do Poço, contação de histórias para crianças, instalação temporária de um café itinerante e food truck

O Jardim do Baobá, ponto de partida do projeto Parque Capibaribe, comemora dois anos neste domingo (16), com a ampliação de seu espaço e uma série de atividades gratuitas. A Prefeitura do Recife vai agregar mais 780m² de área verde ao equipamento, localizado no bairro da Graças. A ação é o resultado de negociações entre a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (SDSMA) com proprietários de imóvel próximo ao logradouro. A data também será festejada, a partir das 9h, com uma programação especial, que inclui meditação, Feira Livre do Poço, contação de histórias para crianças, instalação temporária de um café itinerante e food truck de bebidas e alimentos.

Quer saber como chegar ao Jardim do Baobá de ônibus? Confira aqui as dicas que preparamos para você.

“Esse é mais um passo dentro do processo de implantação do Parque Capibaribe. No novo trecho, além das pessoas poderem aproveitar o local para seu lazer e convivência com a natureza, vamos disponibilizar atrativos temporários, como um café e food truck, para incentivar ainda mais o uso desse espaço tão especial às margens do rio”, afirmou o secretário da SDSMA, Bruno Schwambach. Ainda de acordo com ele, a prefeitura tem avançado nas negociações junto aos proprietários de imóveis situados entre o Jardim do Baobá e a Ponte da Torre, com vista a integrar essa área verde com a Via Parque das Graças.

Com o acréscimo de espaço, o Jardim do Baobá passa a somar 3.000 m² de área verde. A nova extensão do equipamento foi conquistada com o recuo do muro do antigo bufê Vila Ponte D’Uchôa. Agora, o trecho próximo à margem do Rio Capibaribe fica livre para a população, permitindo diversos usos, como piqueniques, leituras, contemplação do rio e brincadeiras entre crianças. O novo trecho será entregue às 9h, abrindo as festividades do dia. O ambiente também ganhou um relógio solar criado por estudantes do Instituto de Ensino Superior da Paraíba, a partir de troncos de árvores erradicadas ou que caíram na cidade.

Afora o novo ambiente, quem for ao Jardim do Baobá pela manhã poderá conferir artesanato, comidas típicas, literatura, plantas e muita música que será levada pela Feira Livre do Poço. Às 10h e às 16h, tem atividade especial para criançada: contação de história com os arte-educadores da SDSMA. Para as pessoas que desejam fazer uma pausa na agitação do dia-a-dia e se reconectar com a natureza, a pedida é participar da prática de meditação, marcada para 11h.

Já pela tarde, começa a funcionar uma nova atração no local: uma cafeteria itinerante instalada em um ônibus. O empreendimento, que se propõe a difusão da cultura e do consumo de cafés especiais, promete intensificar a visitação ao Baobá, durante os próximos seis meses, tempo em que permanecerá no local.

Parque Capibaribe – O Jardim do Baobá faz parte do Parque Capibaribe, um projeto que desenha a capital pernambucana para se tornar uma cidade-parque até 2037, quando completa 500 anos. A iniciativa, desenvolvida pela Prefeitura do Recife em parceria com a UFPE, por meio do INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades, visa promover uma grande mudança urbana a partir da criação de um parque às margens do Rio Capibaribe, formado por passeios, ciclovias, área de lazer e contemplação, passarelas, mirantes, alamedas e píeres para pequenas embarcações.

O projeto abrange uma extensão de 30 quilômetros e contempla as duas bordas do curso d’água. Com isso, o rio – que ao longo dos anos se tornou um obstáculo físico para o Recife – vai recuperar seu perfil agregador, com vias para transporte não motorizado, a consolidação dos corredores verdes e a articulação dos equipamentos públicos em 42 bairros, além de melhorar a ligação entre as áreas da cidade.

Progressivamente, o Parque Capibaribe vai aumentar sua área de abrangência, incorporando os grandes maciços verdes (Mata da Guabiraba, Parque dos Manguezais, Dois Irmãos, etc.) e ligando os parques construídos (Jaqueira, Santana, Caiara etc.). Novas ruas e alamedas verdes também vão surgir, e tudo isso resultará na ampliação do verde, saindo dos atuais 1,2 m² de área verde por habitante para 12 m², na área de abrangência do projeto, que equivale a 500 metros a partir das margens do rio.

Confira a programação
9h – Inauguração da nova etapa do Parque Capibaribe
9h às 22h – Feira Livre do Poço
10h e 16h – Contação de Histórias
11h – Sessão de meditação
15h – Café itinerante
16h às 20h – Food truck de alimentos e bebidas

Serviço
O quê: Comemoração dos dois anos do Jardim do Baobá com festa e ampliação do espaço
Quando: Neste domingo (16), a partir das 9h
Onde: No Jardim do Baobá, localizado entre as Ruas Madre Loyola e Antônio Celso Uchôa Cavalcanti, por trás da antiga estação Ponte D’Uchoa